DIA DOS PAIS

DIA DOS PAIS… Mas cadê o pai?

 

Sim, domingo é o dia dos PAIS, mas que pai? Onde está o pai de 37% das crianças nas periferias de nossas cidades? São crianças que não conhecem, não sabem ou não são reconhecidas como filhos, por algum pai ingrato que recebeu essa benção.

 

Estes pais existem sim, mas fogem de suas responsabilidades, e isso que estamos com leis e mais leis regulando esse assunto.

A estatística é alarmante ou gritante nos diz o Bispo de Novo Hamburgo D.Zeno,

 

Parece inacreditável que num mundo de alta tecnologia, com tantas possibilidades de identificação correta e rápida da paternidade, com regras tão claras sobre a responsabilidade paterna e ainda convivemos com essa verdadeira anomalia.

A moderna psicologia e a ciência humana em geral não se cansam de afirmar que os primeiros anos de vida são essenciais para formar o intelecto no desenvolvimento harmonioso das crianças.

 

E ai falta a figura paterna. Uma mãe que trabalha, que sustenta, que se mata pela cria, não pode ficar só nessa função e deixando com outros irmãos, com avós, tios ou em creches, a criança poderá não se desenvolver plenamente e esse ‘poderá” é que é o problema.

 

A voz autoritária, altiva e amorosa de um pai nunca será substituída.

 

A criança pode aceitar ou não o mundo em que vive. Na adolescência a situação piora e a tendência é a deterioração da personalidade para o mal, pois esse é mais atrativo.

 

Que este domingo, os pais não se ufanem tanto, e busquem se conscientizarem que um filho é uma enorme responsabilidade e que sua missão recém está começando.

 

Feliz dia dos pais, A TODOS OS PAIS RESPONSÁVEIS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *